Páginas

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Crítica de Sérgio Martins ao MAR

O MAR de cima a baixo – por Sérgio Bruno Martins
   
MAR

















I.
Há que ser dito: o Museu de Arte do Rio (MAR) é um recém-nascido deveras contraditório. Não é por menos que duas posturas diametralmente opostas venham polarizando sua recepção. Por um lado, opositores ferrenhos caracterizam o museu como uma mera locomotiva da especulação imobiliária, da qual a arte e os artistas ali expostos seriam nada mais que engrenagens. Por outro, uma parcela significativa do meio de arte só vê em sua inauguração motivos para brindar (não que eu tenha objeções à afirmação 'é importante que tenhamos um museu'; o problema é quando isso se transforma em 'o importante é que temos um museu').

Pesquisar este blog

Seguidores