Páginas

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Fractais IFS feito no GIMP

Criando Fractais - Clicando no menu: Filtros - Renderizar - Fractal IFSII

Este modelo foi gerado utilizando 3 triangulos;
Clicando no botão mover alteramos a posição das figuras deixando as mais proximas, cuidado para não fazer movimentos bruscos pois as imagens entram em colapso, ou seja somem;
Depois utilizamos a ferramenta rotacionar alterando a inclinação e o tamanho dos poligonos;
Usando a ferramenta Estica podemos criar efeitos de inclinação gerando padrões que dão a sensação de 3D;
Todos estes efeitos podem ser também realizados alterando as coordenadas X e Y, Escala, Ângulo, Assimetria e Inclinar com um pouco de pratica varias possibilidades novas aparecem combinando os botões e as Transformações espaciais feitas de forma manual, Espelhar inverte as definições sobre a imagem.
Para criar padrões de cores clique na aba Transformação de Cor e em seguida mude a opção para Cheia e clique nos botões coloridos ali altere livremente a matiz da imagem assim como as cores escolhendo na palheta as cores e formando os degradês, não esqueça de alterar o preto para que a imagem fique colorida.
A probalidade relativa controla o caos da imagem caso ela começe a se desfazer podemos corrigir atravez deste recurso.


Atenciosamente
----------------------------------------------
Eduardo Silveira - dussilveira@gmail.com
"Não vivemos apenas sobre a Terra. Somos filhos e filhas da Terra. Melhor, somos a própria Terra que sente, pensa, ama e venera." Leonardo BOFF Da Comíaso da Carta da Terra, Brasil.

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

exercício de GIMP

Usamos conta gota e pincel para limpar fundo. Criamos texto com fonte, tamanho e cor. Achatamos imagem e salvamos arquivo.

exercício de GIMP

Curso de Gimp, 01/10/2009 por Alissa

Imagem ProjetoParaBienalIndoorsOutdoors

Recortei o texto que havia e inseri outro texto no local, exclui imagem do homem ao lado. Foi meu primeiro trabalho em imagem, mas adorei o teu jeito de mostrar seu trabalho é bem livre.



Maria Cristina Ferreira
(51)2129-1227
SUPTI/TIPAE/TIACL
Correio Direto/Expresso

Fractal feito com gimp

Oiiii,

Usei as ferramentas, Texto, Filtros, Borracha, Dimensionamento, Etc.....






Atenciosamente,

Dionatan Oliveira




Quer uma internet mais segura? Baixe agora o novo Internet Explorer 8. É grátis!

feito com GIMP

Para fazer criar essa imagem primeiro eu peguei na internet 4 imagens.
Uma é a foto da avenida Borges de Medeiros e as outras são de obras famosas.
Depois eu abrir a foto da Borges no gimp e a dupliquei, pois a copia da foto foi o fundo da minha criação e usei a ferramenta "espelhar" para modifiquei a posição da foto..
Depois eu abrir as outras fotos e as recortei com a ferramenta de "seleção livre", suavizando as bordas.
Depois eu as colei no fundo. modifiquei o seu tamanho com a ferramenta "Alinhamento" e modifiquei sua posição com a ferramenta "Redimensionar".
Depois eu escrevi os textos com a ferramenta "Texto".

Imagem feita por Daniel Gomes

domingo, 13 de setembro de 2009

pixelarte pinguin

Passe o mouse em cima da imagem:




aguiguiaguiguia
aguigaguiguiaguigui
aguiaguiguiaguiguiagui
aguigaguiguiaguiguui gui
aguiguaguiguiagui
aguiaguiguiaguiguia
a aguiguiaguiguiaguig
aguiguiaguiguiaguiguia
aguiguiaguiguiaguiguiaguiaq
aguiguiaguiguiaguiguiaguiguiag
aguiguiaguiguiaguiguiaguiguiaguigu
aguiguiaguiguiaguiguiaguiguiaguiguia
aguiguiaguiguiaguiguiaguiguiaguiguiag
aguiguiaguiguiaguiguiaguiguiaguiguiag
aui uiaguiguiaguiguiaguiguiag
aguiguiagiguiaguiguiaguiguia
aguiguiaguiguiaguiguiaguigu
aguiguiaaguiguiaguiguiaagui
aguiguiaaguiguiaguiguiaagu
aguiguiaaguiguiaguiguiagu
guiaguiguaguiguiaguiguiagui
aguiguiaguiguiaguiguiaguiguiag
aguiguiaguiguiaguiguiaguiguiagaguiguiaguigu
aguiguiaguiguiaguiguiaguiguiagaguiguiaguiguiaguiguiaguiguia
aguiguiaguiguiaguiguiaguiguiagaguiguiaguiguiaguiguiaguiguiagaguiguiaguiguiaguig

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Brasilis Livris com Inkscape por Alissa

Mini-curso de GIMP dia 1º de out em PoA

Participe do mini-curso gratuito de GIMP - Edição de Imagens e Fotografias, que ministrarei pela segunda vez no Fórum de Tecnologia em Software Livre que acontecerá em Porto Alegre às 14 horas do dia 1° de outubro na sede da SERPRO.


Conteúdo programático:


Formatos de documentos de imagem; Pixel; A interface do GIMP; Configuração de abas e janelas; Camadas; Opacidade para marca d'água; Edição de fotografias - nívies e cores; Ferramentas de cores: Como fazer máscaras para stencil no GIMP; Ferramentas para edição de fotografias; Pincéis; Ferramenta de texto; Importação de imagem; União de camadas; Filtros: Como fazer fractais no GIMP; Salvar imagem: Resolução e qualidade.


http://www.softwarelivre.serpro.gov.br/
Espero que se divirtam!
Abrazzo
Alissa

GNU Image Manipulation Program - GIMP

Formatos de arquivos

Formatos ou extensão do arquivos diferenciam-se por tipos e utilidades assim como pelo aplicativo em si. Por exemplo o formato livre .odt equivale ao proprietário .doc apenas por serem arquivos de texto. Já o formato .txt é um formato expecífico de texto simples, sem formatação.

Clique aqui e uma olhada na relação de formatos disponibilizada na wikipédia


Alguns formatos não são compatíveis em deterninados aplicativos. Por exemplo o formato .odt gerados pelo aplicativo livre BrOffice texto que não abre no seu similar proprietário Word mas o .doc funciona perfeitamente no BrOffice. Em casos como esse o sóftware livre é a melhor opção. Já arquivos de imagem como:

.jpg
.png
.bmp
.gif

São universais e funcionam em qualquer aplicativo.

leia mais sobre formatos aqui

Pixel




O que são los pixels?


Clique aqui para descobrir

depois responda a pergunta nos comentários desse post.

Pixelarte-se!

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Interface gráfica

}{


Depois de abrir o GIMP você vai notar que sua interface gráfica tem janelas independentes. Isso possibilita que você organize sua(s) área(s) de trabalho como achar melhor redimencionando-as e ajustando à tela.

Para começo de conversa com o GIMP

Assista o trecho 5' 15" a 8' 30" da vídeo-aula 1.

Escolha uma das fotos da galeria do curso e faça download dela.

Abra a imagem no GIMP clicando em ARQUIVO > ABRIR e encontre sua imagem.

Agora saiba mais sobre o projeto Indoor/Outdoor

Pense sobre sua arte dentro da propsta Indoor/Outdoor.

Escreva nos comentários desse post a sua idéia.

Se a criatividade estiver meio enferrujada tente escolher um conceito artístico por exemplo:

  • Pop Art
  • Pixelarte
  • Dada
  • Poesia Concreta
  • Op art
  • Grafitte
  • Cubismo
  • Surrealismo e Psicodelia
  • Quadrinhos
  • etcétera
Escolhendo um desses conceitos, pesquise, procure imagens relacionadas a sua escolha até o curto algum curto circuíto acontecer nos neurôneos :D

Chegando na idéia manda a descrição aqui nos comentários.

E lá vamos nós!...

Compondo a imagem

Use a imagem da galeria do curso que você escolheu como moldura para sua arte.
Para isso usarás ferramentas de seleção e recorte.

Encaixe sua obra na moldura.

Terminada a interinvenção clique em Imagem > achatar imagem.

Vá em Arquivo > salvar como.

Digite o nome da sua interinvenção + o formato .png e de ok. (atenção para o arquivo em que se está salvando, prefira o Desktop para não perder sua imagem).

Agora manda aqui pro blog relatando os passos que você precisou fazer para chegar no resultado da sua interinvenção.

Para publicar aqui no blog anexe a imagem e relate os passos mandando para o mail:

ecoaecoa.iaweblivre@blogger.com

A não esqueça de assinar a postagem com seu nome artístico e um contato vistual.

Abraço gigante

Alissa Gottfried

domingo, 30 de agosto de 2009

Vídeo-aulas de GIMP - iniciante

Seguem abaixo as informações e links para as video-aulas produzidas por Antônio “LedStyle” Cláudio.

ATENÇÃO: Antes de iniciar os vídeos, certifique-se de configurar seu navegador para guardar pelo menos 150MB de cache. No firefox vá nas preferências > Avançado > Rede > Cache. Alguns vídeos possuem cerca de 100MB e caso o cache esteja configurado para menos que isto, o navegador só irá descarregar aquela quantidade de bytes e seu vídeo irá parar no meio. Se o vídeo parar de carregar no meio, é sinal de que o cache de seu navegador está cheio. Seria interessante limpá-lo e aumentá-lo.

Vídeo Aula GIMP - Aula 1 - Introdução
Nesta aula aprenderemos um pouco sobre o significado da palavra GIMP, conheceremos o site dos desenvolvedores e a interface básica do programa.

Vídeo Aula GIMP - Aula 2 - Navegação
Nesta aula iremos aprender as ferramentas básicas de navegação no GIMP. Como trabalhar com zoom, se movimentar pela tela de pintura, janelas e uma breve introdução sobre camadas (layers).

Vídeo Aula GIMP - Aula 3 - Ferramentas
Nesta aula iremos aprender algumas ferramentas disponíveis no GIMP. Trabalharemos com as 4 ferramentas de seleção, modos de substituição, adição, subtração e intersecção.

Vídeo Aula GIMP - Aula 4 - Ferramentas 2
Nesta aula iremos aprender mais algumas ferramentas disponíveis no GIMP. Veremos alguns recursos avançados nas ferramentas de seleção, ferramenta de preenchimento, rotacionar, redimensionar, inverter, mover, perspectiva e gradiente.

Vídeo Aula GIMP - Aula 5 - Ferramentas 3
Nesta aula iremos aprender um pouco mais sobre as ferramentas de desenho e pintura. Utilizaremos o lápis, pincel, caneta, borracha e aerógrafo.

Vídeo Aula GIMP - Aula 6 - Retoques
Nesta aula iremos aprender a aplicar alguns retoques em imagens como trabalhar com remoção de pintas, manchas e marcas d’água.

Vídeo Aula GIMP - Aula 7 - Cores
Nesta aula aprenderemos a trabalhar com cores e faremos ajustes com curvas de brilho e contraste.

Vídeo Aula GIMP - Aula 8 - Camadas
Nesta aula aprenderemos um pouco mais sobre as camadas (layers). Criação e remoção de camadas e como trabalhar com diversas camadas. Também veremos uma breve introdução sobre mistura de camadas com opacidade variada.

Vídeo Aula GIMP - Aula 9 - Filtros
Nesta aula iremos conhecer alguns dos mais comuns filtros do GIMP e introdução a scripts no GIMP.

Vídeo Aula GIMP - Aula 10 - Na prática
Nesta aula iremos aprender a utilizar os conhecimentos adquiridos nas últimas aulas para tratar uma imagem desde que recebida da máquina digital até sua arte final. Ajustaremos o brilho e luminosidade, remoção de pintas na pele, corte em formato retrato para revelação, adição de moldura, sombra, efeitos e texto.

Fonte: http://www.tuxresources.org/blog/archives/183

Extensões para GIMP

Pessoal no link abaixo estão os passos dados pelo meu amigo Razgriz, mestre em arte digital, de como intalar plug-ins para GIMP.
Para quem não sabe o que é um plug-in pense nos acessórios que um ciclista esportista agraga a sua bike como farol e banco ortopédico. Esses acessórios que aprimoram o funcionamento de um equipemento nnos aplicativos como GIMP chamam-se extensões ou plug-ins.

Clique aqui para aprender com o Razgriz


Veja abaixo como fazer:

como instalar plug-in do GIMP

O GIMP fornece uma ferramenta perfeita para isso (compilação e/ou instalação de plug-ins): o gimptool. Ainda se faz necessário ter as bibliotecas, mas ele já chama o compilador com os argumentos certos. Essa ferramenta vêm no pacote gimp-dev (tanto no Linux, quanto no Windows).

Para instalar no modo usuário:
$ gimptool --install-bin NOMEARQUIVOPLUGIN

Para instalar no modo administrador:
$ gimptool --install-admin-bin NOMEARQUIVOPLUGIN

Para compilar e instalar no modo usuário:
$ gimptool --install NOMEARQUIVOPLUGIN_FONTE

Para compilar e instalar no modo administrador:
$ gimptool --install-admin NOMEARQUIVOPLUGIN_FONTE

Compilação

Já mencionado antes, é preciso de ter as versões de desenvolvimento de certas bibliotecas (novamente: gimp, glib, gtk+, pango, cairo, atk e talvez gettext).

Acima, mencionei como compilar e instalar ao mesmo tempo. Aqui, mostro como apenas compilar:
$ gimptool --build NOMEARQUIVOPLUGIN_FONTE

(A partir daqui, me refiro somente ao Linux)

Isso faz usar o seguindo comando de compilação:
$ cc -g -Wall -O2 -I/usr/include/gimp-2.0 -DPNG_NO_MMX_CODE -I/usr/include/gtk-2.0 -I/usr/lib/gtk-2.0/include -I/usr/include/atk-1.0 -I/usr/include/cairo -I/usr/include/pango-1.0 -I/usr/include/glib-2.0 -I/usr/lib/glib-2.0/include -I/usr/include/freetype2 -I/usr/include/libpng12 -o /home/rodolfo/.gimp-2.2/plug-ins/megadrive_exporter megadrive_exporter.c -L/usr/lib -lgimpui-2.0 -lgimpwidgets-2.0 -lgimp-2.0 -lgimpcolor-2.0 -lgimpmath-2.0 -lgimpbase-2.0 -lgtk-x11-2.0 -lgdk-x11-2.0 -latk-1.0 -lgdk_pixbuf-2.0 -lm -lpangocairo-1.0 -lfontconfig -lXext -lXrender -lXinerama -lXi -lXrandr -lXcursor -lXfixes -lpango-1.0 -lcairo -lX11 -lgobject-2.0 -lgmodule-2.0 -ldl -lglib-2.0

Obviamente, nem tudo que está aí é sempre necessário, mas é o que sempre a ferramenta vai chamar.

fonte:

http://aventuranolinux.wordpress.com/2007/11/20/compilando-e-instalando-plug-in-do-gimp-para-linux-windows-e-no-linux-para-windows/


Continuamos.
Abração

Alissa

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Excercicio fractal no GIMP

Ola,
este fractal eu acho que fiz assim: render, recursos, padrões de
defração, e na hora que ele perguntar se quer salvar com os defeitos,
respondi que sim e ficou bem legal, parecendo uma mandala.

Angela Venturela Alves
Graduanda de artes visuais da UFRGS
avalab71@gmail.com

Exercício estrelas no Inkscape

Esse é o meu exercício no Inkscape.
Utilizei vários recursos, dentre eles o Criar estrelas e polígonos. Dentro desse recurso, utilizei a barra de Alterações e brinquei com as cores também.
Logo após, fui em Arquivo, Exportar em Bitmap. Depois enviei para este blog.
Este foi meu segundo exercício na Oficina de Software Livre, usando então o Inkscape.

Bruna Silvestrin
Graduanda em Artes Visuais da UFRGS

Exercicio de fractal no GIMP



Ola,
este foi outro exercicio que fiz no GIMP...
bem fácil e muito divertido:
Passos:
Filtros > Render > fractal.
Alissa

Noite - Exercicio GIMP

Muito legal essa imagem:
você pode ir em Filtros > Render > Fractal Explorer > Fractal > Saturn, mexer em parâmetros, salvar e dar um ok.
Foi assim que cheguei nessa imagem, usando pela primeira vez o GIMP.
Para mandar a sua imagem para este blog, depois de dar ok no fractal, vá em Imagem > Achatar imagem > Arquivo > Salvar.
Salve o arquivo em jpg.

Depois envie por email anexando sua imagem e descrevendo os passos no endereço ecoaecoa.iaweblivre@blogger.com.

Bruna Silvestrin
Graduanda de Artes Visuais da UFRGS
email: brunalab71@gmail.com

Curso de Arte Gráfica com Software Livre

Aqui estão os links para o curso-wiki de gráfico do Minuano:

PDF para impressão:

http://ecoaecoa.files.wordpress.com/2009/04/escola-auto-didata-c2ab-sabermidia.pdf

Atualizações do curso-wiki:

http://ecoaecoa.wordpress.com/curso-de-graficolivre/

Wiki do curso no Estudio Livre:

http://estudiolivre.org/

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Introduzindo os motivos para migrar para Software Livre

Texto publicado na revista Escrita nº7 da Associação Guatá - Cultura em Movimento de Fóz do Iguaçú tratando o tema Movimento Software Livre:



O Objetivo é o Subjetivo

"O limite entre o que somos, o que queremos ser e o que querem que sejamos se configura com um mecanismo das relações de poder."


Trecho do texto de Tininha Llanos: Artistas e piratas, hackers e cidadãos comuns, cientistas e imperadores



Repensar os modos de vida hoje é quase proibido. A liberdade é quase uma utopia e o quase é o que nos salva da robotização para o consumo. Nossos sentidos acostumados às “drogas” dificultam-nos de ver o que está por trás do anúncio publicitário. Assim como, desde criança somos ensinados a comer açúcar e apanhar quando fazemos arte, crescermos nos acostumando à banalização da vida: propaganda da indústria do mercado do comércio do consumo do fetiche.

O circuíto midiático crescente e passa a ter tanto poder e alcance que quase engole espaços como a escola, o correio e as lojas de discos. Mas um sistema normatizante age contra a perda do controle. Com a propriedade intelectual considera-se que as idéias são como objetos que devem ter um dono. Apartir dessa norma um debate imenso confronta o sistema que regula a apropriação das idéias. Enquanto isso surgem ações que invertem a lógica como o Movimento Software Livre.

Este movimento propõe a colaboração onde cada um soma seu conhecimento ao conhecimento do grupo desenvolvendo softwares que tem seus códicos abertos, ou seja, você pode saber como o software foi desenvolvido, pode usá-lo, melhorá-lo e devolvê-lo melhorado à comunidade que o disponibilizou. Isso numa dinâmica colaborativa que liberta as idéias pois impossibilita a apropriação e dependência que os donos do conhecimento detinham.

Com a implosão da mídia-digital controlar a distribuição de conhecimento, música e vídeo ,se torna um problema para quem, até então, mantinha os poderes de cópia, que na maioria das vezes nem era do próprio autor, mas sim das editoras e gravadoras. Isso pode ser considerado a mais valia artística já que artistas e autores recebiam em torno de 1 a 3% do valor da venda de discos e livros. Por muitos anos isso funcionou até que os próprios artistas começam a produzir suas obras e disponibilizam seus conteúdos na internet como no Movimento Música para Baixar.

Exemplos como esse representam a resistência criativa e inteligente que possibilita a liberdade enquanto ação em prol da colaboração e não só da competitividade do capitalismo selvagem. Resistir com criatividade é um objetivo que me tornou educadora popular e usuária 100% software livre. Já que a educação formal incluindo as universides na maioria das vezes ainda reproduzem um sistema de poder desigual que não está voltada a desenvolver a dignidade e o pensamento crítico e criativo passei a estudar e trabalhar em projetos sociais que proponham ações pela autonomia como no Pontão Minuano onde desenvolvemos cursos de áudio, metareciclagem, vídeo, arte gráfica e comunicação com software livre para que as pessoas e pontos de cultura possam produzir e publicar seus próprios conteúdos sem precisar comprar ou piratear softwares proprietários. Entendo com esse trabalho que o empreendedorismo social e cultural é uma alternativa para difundir a cultura brasileira onde as comunidades podem se desenvolver com mais dignidade e auto-estima.

Precisamos saber que condições temos para sermos quem queremos ser e o quanto a democratização da comunicação se torna uma extensão ou a reconstrução da identidade coletiva. Minha indignação contra a indignidade humana Também reconstrói minha identidade. Pela arte colaborativa de sermos nós mesmos.


______________________

* Você pode ler esse texto no link do livro livre: Apropriações Tenológicas -

http://blogs.cultura.gov.br/cultura_digital/tag/apropriacoes-tecnologicas/

Alissa Gottfried é artivista, blogueira e educadora popular digital no Pontão Minuano em Porto Alegre

Pesquisar este blog

Seguidores